Monte Frio
Termos Vernáculos de Monte Frio

Página inicial

Novidades
Geografia
Antropologia
Genealogia
História
Cultura
Termos Vernáculos de Monte Frio
Festividades
Turismo
Galeria de Fotos
Referências na Imprensa
Referências Regionais
Agradecimentos

Termos vernáculos popularmente utilizados em Monte Frio

Regra de leitura :
O termo ou expressão aparece sempre em primeiro lugar.
Depois do número [1] segue-se a sua explicação segundo o saber popular montefriense.
Depois do número [2] segue-se a sua explicação segundo um dicionário, sempre que o termo, expressão ou equivalente próximo já exista catalogado nesse dicionário.

Abujacar --- [1] remendar mal; mal cosida; por um remendo na roupa de forma deficiente.
Aconhar --- [1] juntar; arrebanhar; juntar dinheiro ou outra coisa e poupá-lo.
Achadiço --- [1] pessoa metediça. [2] adjectivo que se acha com facilidade.
Agulheiro --- [1] buraco da "poça" por onde saia a água para a rega. [2] substantivo masculino fabricante de agulhas; o que faz a agulha (nas vias-férreas); estojo em que se guardam as agulhas; buraco nas paredes onde se enfiam os paus dos andaimes; abertura na parte superior dos fornos de produtos cerâmicos por onde é lançado o combustível.
Alicrairo --- [1] lacrau.
Alfeiro --- [1] que não fecundou, isto com os animais. [2] adjectivo diz-se do animal que é novo, brincalhão e que não dá criação; irrequieto; atrevido.
Aluir [2] verbo transitivo fazer cair pouco a pouco; abalar; arruinar; intr. desmoronar-se; ameaçar ruína; refl. Arruinar-se.
Amôjo --- [1] tetas das cabras e ovelhas. [2] substantivo masculino acto de amojar; intumescência das tetas cheias de leite; apojadura; estado lactescente dos grãos dos cereais antes da maturação.
António ou Toino --- [1] António.
Arranco --- [1] impulsos antes de vomitar. [2] substantivo masculino movimento inicial impestuoso; esforço; arranque; (fig.) ânsia.
Arrebanhar --- [1] juntar; aconhar; juntar dinheiro ou outra coisa e poupá-lo. [2] Verbo transitivo reflexo juntar em rebanho; reunir; apanhar com avidez: praticar arrebanho em; meter-se em rebanho.
Arrebussar --- [1] vomitar.
Arreganhado --- [1] cheio de frio. [2] adjectivo mostrado com arreganho; aberto; escachado; esgarçado; mal cozido; regional transido de frio; de tacha arreganhada a rir, mostrando os dentes.
Atopir --- [1] enterrar os grãos de milho com o sacho.
Aventar --- [1] atirar; lançar. [2] verbo transitivo expor ao vento; atirar fora; ventilar; arejar.
Avesseira --- [1] encosta ou vale onde os raios solares não chegam de Inverno, portanto sítios muito frios. [2] Avesseiro adjectivo regional diz-se do terreno voltado a norte, húmido e frio, onde não dá o sol.
Azadinho --- [1] coisa bonita bem modelada. [2] Azado adjectivo que tem ou dá azo; próprio para alguma coisa; jeitoso; cómodo; oportuno; propício.
Bachocho --- [1] amachucado.
Bachochada --- [1] parvoíce.
Bailo --- [1] baile.
Bambulhada --- [1] marrada.
Barbilho --- [1] pequeno pau que se metia na boca dos cabritos para não mamarem. [2] substantivo masculino formação tegumentar, filiforme, que guarnece externamente a boca de alguns peixes, também denominada barbilhão; espécie de saco de rede que se adapta ao focinho de alguns animais, especialmente para que estes não possam mamar ou danificar as plantas; açaimo; figurado embaraço.
Bardoiro --- [1] pau comprido para chegar lenha ao forno para arder melhor.
Barriscar --- [1] moer a lenha grande do forno para arder mais depressa.
Barroco --- [1] curso de água que só corria quando chovia. [2] Substantivo masculino penedo isolado e uniforme; barroca; pérola de forma irregular.
Basculejar --- [1] agitar líquido.
Basculho --- [1] termo depreciativo ou prejurativo; pessoa que não presta. [2] substantivo masculino o mesmo que vasculhar (verbo transitivo varrer com vasculho; (fig.) revistar; remexer; pesquisar).
Beiselho ou beiro --- [1] um golo de bebida; gole; uma gota. [2] Beirar verbo transitivo caminhar pela beira ou pela margem de; costear; ladear.
--- [1] bom.
Bócho --- [1] cão.
Boieiro --- [1] mocho. [2] substantivo masculino abegão; pastor de bois; ASTRONOMIA constelação boreal constituída por 6 estrelas, das quais a alfa é denominada Arcturo (nesta acepção, grafa-se com inicial maiúscula); regional cajado.
Bolo --- [1] pequenina broa, feito normalmente para dar às crianças. [2] Substantivo masculino massa de farinha e outros ingredientes, doce ou não, de forma redonda, cozida no forno ou frita.
Bonda --- [1] basta (ex : não bonda = não baste). [2] Interjeição basta!: chega!
Bordo --- [1] banco corrido e fixo à parede da cozinha que servia para sentar e por baixo para arrumações várias. [2] Substantivo masculino lado do navio.
Borlórios --- [1] batatinhas pequeninas que eram cozidas na lavagem e dadas ao porco.
Borrego --- [1] bocado de leite coalhado quando se está a fazer o queijo. [2] substantivo masculino carneiro até um ano de idade; figurado pessoa excessivamente boa e pacífica; animal muito manso.
Brucha --- [1] panela de barro com buracos por todo o lado que servia para aquecimento, com carvão lá dentro em brasa.
Buxarda --- [1] Estômago dos ovinos pagens.
Caçoila --- [1] tacho de barro. [2] substantivo feminino o m. q. caçoula.
Cagaçal --- [1] sitio onde outrora se dejectava, havia vários cagaçais, alguns por exemplo no Outeiro por detrás da garagem, no Nabal, à Eira, no Chão da Fonte,... [2] substantivo masculino vulgarismo monturo; cerco feito pelas toninhas à sardinha; barulho.
Caganeira --- [1] intestino delgado do porco. [2] substantivo feminino vulgarismo diarreia.
Cair pedra --- [1] chover granizo.
Cambulho --- [1] pessoa velha com problemas de locomoção (perjurativo). [2] substantivo masculino rodela de barro presa à rede para a obrigar a ir ao fundo; pessoa mal-amanhada.
Canevadas --- [1] Chuva intermitente; expressão "está a chover às canevadas".
Caniço --- [1] a parte do sótão que ficava por cima da lareira que servia entre outras coisas para secar as castanhas. [2] substantivo masculino cana delgada; cana de pesca; sebe de canas delgadas; gradeado, em geral de vime, para taipas de carros; tecto da cozinha, feito de canas ou ripas, próprio para secar castanhas; BOTÂNICA planta lenhosa, da fam. das Gramíneas, espontânea em Portugal; figurado perna delgada.
Cangarilho --- [1] coisa desajeitada; coisa desconjuntada.
Canoilos --- [1] [1]=[2] [2] =canoila=canoula substantivo feminino a haste ou cana do milho.
Caravela --- [1] engenhoca para afastar os gaios e outra passarada das culturas feita por uma ventoínha de cana que ao rodar movida pelo vento bate com duas bolinhas suspensas por cordéis numa lata que está por baixo fazendo o barulho necessário para afugentar o passaredo. [2] substantivo feminino NÁUTICA embarcação de velas latinas; antiga moeda de prata; gorjeta; chocalho.
Carne fresca --- [1] carne de ovino ou caprino assada no forno; o mesmo que chanfana.
Carrapote --- [1] pessoa pequena.
Carujar --- [1] chuva miudinha. [2] verbo intransitivo regional chuviscar; orvalhar.
Catalão --- [1] pessoa bonacheirona que está à espera de sujar algo a outrem; chupista. [2] adjectivo relativo à Catalunha; substantivo masculino indivíduo natural da Catalunha; idioma da Catalunha.
Catancho --- [1] expressão de coragem ou encorajamento, por ex: " à catancho ! se eu não for capaz de !...".
Catano --- [1] expressão que manifesta coragem ou encorajamento [2] Interjeição usada como eufenismo, para indicar admissão ou contrariedade.
Chaculateira --- [1] cafeteira de barro que servia para fazer o café ou chá. Dito:" para te livrares da serra fundeira dá-lhe da chaculateira".
Chamiço --- [1] bocado de mato seco que servia para acender o lume [2] substantivo masculino acendalhas; ramos secos; chamiça; regional porco magro.
Chós --- [1] armadilha para apanhar essencialmente perdizes. Fazia-se uma cova com paredes lisas, a tapar punha-se musgo e o engodo que era normalmente sementes ou outras coisas. As perdizes ao pisarem o pavimento este desabava, caiam dentro da cova e não conseguiam de lá sair.
Chupa-Quartilhos --- [1] Alcunha por que eram conhecidos os habitantes de Monte Frio. Quartilho era 1/4 litro. Chupa-Quartilhos refere-se aos copos de 1/4 litro de líquido alcoólico que bebiam em grandes quantidades.
Cirol --- [1] pequeno excremento em forma de espiral. A dos cavalos é um cirol.
Coiratas --- [1] corcodoas do pinheiro. [2] =couratas substantivo feminino grande coura.
Coiceira --- [1] tábua do extremo da porta com uma saliência que entra num buraquinho escavado na pedra que a faz girar substituindo dobradiça [2] substantivo feminino faixa de madeira ou barra de ferro sobre que gira a porta e onde se pregam as dobradiças ou os gonzos.
Combaro --- [1] parede do socalco da encosta.
Chabassar --- [1] partir; destruir.
Chaboco --- [1] buraco fundo.
Charepe --- [1] pessoa que fala muito, a dizer disparates e metediço.
Chiola --- [1] pessoa que fala muito. [2] substantivo feminino regional carro de bois muito velho; plural botas grosseiras com lastro de madeira; andas.
Córleas --- [1] água que sai de um vómito especialmente em crises de fígado.
Coscorel --- [1] bolo feito de farinha, trigo e ovos [2] Coscorão substantivo feminino filhó feita de farinha e ovos; coscorão.
Cravelha --- [1] peça de madeira que servia para segurar as portas dos currais [2] substantivo masculino peça de madeira que gira em torno de um prego ou desliza por uma calha, para fechar portas, cancelas, etc.
Dalpardo --- [1] de manhã muito cedo.
Decubulo --- [1] cheio a transbordar.
Delir --- [1] desfazer [2] verbo transitivo dissolver num líquido; desfazer; desgastar; derreter; (fig) apagar; desvanecer; refl. derreter-se.
Derrancada --- [1] [1]=[2] [2] Derrancar verbo transitivo alterar; corromper; tornar manco; (fig.) perverter; refl. Ganhar ranço; estragar-se; danar-se.
Descabecinado --- [1] [1]=[2] [2] adjectivo que não tem cabeça; degolado; figurado carecido de tino; sem chefe.
Donairo --- [1] [1]=[2] [2] substantivo masculino garbo; gentileza; elegância; aspecto fisionómico; graça.
Emaniado --- [1] lavar bem lavado.
Embusinado --- [1] estômago cheio.
Emunado --- [1] amuado.
Enjorcado --- [1] vestido; mal enjorcado - mal vestido.
Entrementes --- [1] entretanto. [2] advérbio entretanto; neste meio tempo; substantivo masculino tempo intermédio.
Esbolar --- [1] ferir algum dedo batendo com ele nalguma pedra ou graveto,...
Escadorça --- [1] granizo.
Escalmorrar --- [1] afinar.
Escochado --- [1] quando a côdea da broa ficou desprendida do miolo depois de cozida.
Esfolinho --- [1] bufa; peido sem barulho.
Esganipar --- [1] esfarrapar ou esfrangalhar.
Esgarranchado --- [1] desengonçado.
Esmagada --- [1] broa esmagada de carne levando dentro chouriço, presunto, bacalhau ou ainda sardinha.
Espaguntado --- [1] espantado.
Espichar --- [2] verbo transitivo enfiar (peixes miúdos) pelas guelras; furar (uma vasilha) para lhe extrair líquido; estender; esticar (couros); (pop.) morrer; refl. Estender-se; estatelar-se.
Estojo --- [2] substantivo masculino pequena caixa com divisões ou leitos adequados aos objectos que lá se guardam; bainha de couro ou madeira para guardar certos objectos; (gír.) mulher feia e de mau porte.
Estonar --- [1] lavar bem lavado. [2] verbo transitivo tirar a tona a; descascar; tirar a pele a; queimar; tostar; tosquiar; figurado depurar; civilizar; educar.
Estremontado --- [1] espantado; fugiu assustado (isto nos animais).
Estrofegado --- [1] assustado em pânico.
Estrufegar --- [1] assustar.
Estrumada --- [1] mato que se punha na rua à porta das pessoas para que ao passar fosse pisado e se transforma-se em estrume; também se usava em algumas casas por baixo de uma janela um rectângulo de mato para onde se despejavam os defectos feitos em casa (não havia casas de banho). [2] substantivo feminino pilha de estrume; o m. q. estrumal.
Estrumar --- [1] espalhar o mato no curral [2] verbo transitivo deitar estrume em; adubar (terras); verbo intransitivo fazer estrumeira; defecar.
Fazenda --- [1] terrenos de cultivo. [2] substantivo feminino terreno cultivado; propriedade rústica; quinta; rebanho de gado; bens; mercadoria; pano; tecido; tesouro público; finanças; popular coisa boa.
Feiteirinha --- [1] cemitério.
Folaita --- [1] armónia de beiços.
Formiga --- [1] pessoa vestida desleixadamente, descuidada com o cabelo e corpo em geral. [2] substantivo feminino ZOOLOGIA nome vulgar extensivo a uns insectos himenópteros, formicídeos, de curiosos instintos sociais, pertencentes a grande número de espécies, algumas das quais nocivas; figurado pessoa diligente e económica; plural baixio; adjectivo BOTÂNICA diz-se de uma variedade de pereira (ou dos seus frutos) que produz pêras pequenas, muito cultivada em Portugal; Formiga Branca sociedade secreta de revolucionários civis que surgiu em Portugal pouco depois de proclamada a república; à ~ à socapa; já a ~ tem catarro diz-se de quem pretende ser mais do que é ou de quem, sendo inexperiente, se dá ares de entendido.
Fungar --- [1] choramingar [2] verbo transitivo absorver pelo nariz; cheirar (rapé); verbo intransitivo produzir som, absorvendo ou expelindo ar pelo nariz; popular choramingar; resmungar.
Futrica --- [1] coisa reles de pouco valor [2] substantivo feminino loja de negócio insignificante; baiuca; quitanda; caranguejola; farraparia; montão de coisas velhas; substantivo masculino nome dado pela academia da cidade portuguesa de Coimbra a quem não é estudante; homem egoísta.
Galela --- [1] nem é galo nem galinha [2] provençal gomo de laranja; gaipo de uvas que fica na videira depois da vindima; galinhó.
Galete --- [1] pescoço, normalmente o das galinhas.
Galizio --- [1] animal que não é fêmea nem macho.
Gâmito --- [1] vomito.
Gargalo --- [1] pescoço ("eu aperto-te o gargalo") [2] substantivo masculino parte superior e estreita da garrafa ou de outra vasilha; regional viela; popular pescoço.
Garnachas --- [1] cochas.
Garruda --- [1] que tem cabelo nas pernas.
Garrudo --- [1] muito cabeludo pelo corpo.
Goilão --- [1] esófago gabar-se de uma acção diminutiva para outrem do porco.
Gorlear --- [1] pessoa que se compraz com o mal dos outros.
Imoveada --- [1] farinha que fermentou na arca.
Indemigo --- [1] inimigo.
Interpicar --- [1] meter-se com outro; acto de aborrecer; implicar. [2] verbo intransitivo bulhar; intrometer-se.
Iscado --- [1] sujo (referindo-se a excrementos).
Juneno --- [1] júnior.
Laído --- [1] pessoa sem importância social, pelo seu fraco trabalho.
Laínça --- [1] indivíduo com cabelo comprido.
Lapacheira --- [1] lamaçal.
Lapuz queijeiro --- [1] pessoa suja; tambusada; criança muito suja [2] Lapuz adjectivo e substantivo masculino homem ou designativo do homem grosseiro; rude; labrego.
Latarujo --- [1] pessoa de mau aspecto.
Lobazana --- [1] pessoa pouco perspicás e bonacheirona.
Luzío --- [1] sujo.
Mandongo --- [1] pessoa suja e mal vestida e desajeitada. [2] mandonguice substantivo feminino mândria; desmazelo.
Mal do miolo --- [1] mal da cabeça.
Mal te percatas --- [1] mal te descuides.
Malga --- [1] tijela [2] substantivo feminino tigela para sopa.
Manoija --- [1] mão cheia de folhas de milho que depois de atadas são postas a secar servindo de pasto para o gado no Inverno.
Mastargada --- [1] comida com vários ingredientes com mau aspecto.
Medrar --- [1] crescer. [2] verbo intransitivo crescer; desenvolver-se; prosperar; transitivo fazer crescer; desenvolver.
Medrança --- [1] crescimento. [2] substantivo feminino o mesmo que medra; medrio; estado do que está medrando; crescença.
Merdelim --- [1] relativo a merda.
Merdilheiro --- [1] pessoa com o valor semelhante ao da merda; pode ter um sentido dúbio: um o do matrimónio outro prática do acto sexual.
Merendeira --- [1] broa pequena. [2] substantivo feminino pão pequeno próprio para merendas; cesta ou maleta em que se leva a merenda.
Mioca --- [1] minhoca.
Missó ou mrissó --- [1] muela.
Nabos de molho --- [1] esparregado.
Ó laital --- [1] o mesmo que oh lá! que tal!
O pecado --- [1] diabo (por ex: "és o pecado").
Palanguim --- [1] saliência junto a uma janela que foi rasgada até baixo fazendo porta com pavimento normalmente de granito e cercado de ferro forjado de vários efeitos decorativos.
Pamarrão --- [1] pessoa dolente; pachorrenta.
Pedra milheira --- [1] granito.
Pele --- [1] frigideira grande, normalmente em cobre. Dito: "Passar pela pele". Aquecer na frigideira coisas já fritas ou cozidas que estivessem em conserva ou já frias. [2] substantivo feminino revestimento externo de muitos animais, constituído, tipicamente, nos vertebrados, por epiderme e derme; epiderme; invólucro de certos frutos e legumes; casca; couro; odre; o corpo; cortar na ~ a (alguém) dizer mal de alguém; figurado não caber na ~ ser muito gordo, envaidecer-se; quem não quer ser lobo não lhe veste a ~ quem não quer sofrer contrariedades não se mete em perigos; ser da ~ do diabo ser travesso, ruim; figurado tirar a ~ a explorar.
Pernão --- [1] mão cheia. [2] substantivo masculino perna gorda; adjectivo ímpar.
Pia abaixo --- [1] para baixo; em sentido descendente.
Pia acima --- [1] para cima; em sentido ascendente.
Pila --- [1] galinha. [2] substantivo feminino regional galinha; familiar pénis de criança; interjeição usada no chamamento das galinhas.
Pilheira --- [1] sítio onde se depositava as cinzas da lareira, um pouco por trás da fogueira [2] substantivo feminino lugar onde há coisas empilhadas; montureira; sítio anexo à lareira onde se juntam as cinzas; regional correia de roca; cantareira aberta na parede.
Pingorreta --- [1] bom vinho.
Pirrónico --- [1] situação má ( por ex: "isto está pirrónico" ). [2] adjectivo relativo a Pírron, filósofo grego (365-[2]75 a. C.), ou à sua escola; que duvida ou finge duvidar de tudo; figurado teimoso; obstinado.
Pôça --- [1] pequena represa para juntar a água de um pequeno nascente. [2] substantivo feminino cova pouco profunda, geralmente com água; interjeição irra!; bolas!
Polme --- [1] farinheira; era hábito fazer-se muito polme e no Inverno era passado na frigideira em doses convenientes ao número de pessoas da família, comia-se muito agradavelmente. [2] substantivo masculino massa pouco consistente; massa para fritura.
Porfilio --- [1] Porfírio.
Porpilhão --- [1] juchaço ou ematoma.
Prenta --- [1] pôr.
Quadrar --- [1] refere-se a coisas que não estão a agradar, por exemplo, essa conversa não me está a quadrar. [2] verbo transitivo dar forma quadrada a; elevar um número ao quadrado; fabricar os quadros de cortiça, destinados a rolhas e a bóias; intransitivo ser conveniente; agradar; adaptar-se; ser conforme; calhar; ficar bem; reflexo perfilar-se diante do touro para cravar as bandarilhas.
Quartilho --- [1] 1/4 litro. [2] substantivo masculino a quarta parte de uma canada; meio litro (actual).
Quelhada --- [1] socalco na encosta onde se cultivavam as culturas de subsistência.
Rais te fardalem --- [1] o mesmo que rais te partam.
Rudo --- [1] pessoa que não aprende, pouco inteligente. Dito comum: "Não comas queijo que ficas rudo" (não convinha comer queijo por poupança, já que ele era pouco). [2] adjectivo o m. q. rude.
Sanapismo --- [1] pessoa sempre adoentada; dito, és mesmo um sanapismo.
São bartolomeu --- [1] papa-figos.
Semica --- [1] veneno.
Semicúpio --- [1] [1]=[2] [2] substantivo masculino banho de assento em que o corpo se imerge das coxas à cintura; tina apropriada para esse banho; sedilúvio.
Seroipada --- [1] chuvada.
Talinheiro --- [1] sítio acanhado, desajeitado e com falta de higiene.
Tanganho --- [1] pau com feitio irregular, soutien; pessoa sem jeito. [2] substantivo masculino regional ramo que se corta por ter secado na árvore; taramela do moinho; popular homem grande e mal ajeitado.
Terra grande --- [1] Lisboa.
Testo --- [1] [1]=[2] [2] substantivo masculino tampa para vasilha; testico da serra.
Tortulho --- [1] tipo de fungo comestível. [2] substantivo masculino designação corrente extensiva a cogumelos, entre os quais os pertencentes às espécies comestíveis.
Topada --- [1] bater com um dedo do pé nalguma coisa. [2] substantivo feminino acto ou efeito de topar;figurado acto irreflectido.
Tostelos --- [1] torresmos de banha de porco; fritando a banha de porco parte da gordura é transformada em banha, a parte que não derretia era chamada "tostelo" muito rica em calorias.
Trabinaque --- [1] engenhoca; coisa engenhosa.
Trabulo --- [1] caule das plantas [2] substantivo masculino regional pecíolo da couve; cana do milho sem a espiga; espécie de serra grande com um manípulo em cada extremidade; traçador.
Umjoäocéu --- [1] coisa linda, melodiosa.
Velha canorça --- [1] velha toda escangalhada.
Vienda --- [1] lavagem para o porco.

Sugestões e comentários para o correio electrónico: montefrio01021345@gmail.com

'Esta terra que sou eu' de Maria Otília Duarte Pimenta Henriques
«Esta terra que sou eu» de Maria Otília Duarte Pimenta Henriques


banner for http://www.eurobilltracker.com




O sítio do Monte Frio declara que este sítio foi compilado com todo o cuidado e que, segundo o seu conhecimento, está correcto, mas não pode garantir a exactidão ou totalidade da informação nele contida. O sítio do Monte Frio não aceita qualquer responsabilidade por perdas de qualquer tipo que sejam resultantes de acções ou decisões baseadas na informação contida neste sítio.